fala de sergio siviero

logo_mundana_preta

Trabalhando 10 horas por dia, as vezes mais! A vida é dura por aqui… e depois, tem o sol… O SOL, o som dos grilos noturnos, as carretas de som com anúncio de tapioca logo de manhã cedo, o silêncio insuportável dos quartos desconhecido, os colchões que se revezam, horas e horas de estradas com os céus e suas cores, um povo sempre aberto, sorridente, dentes brancos… povo brasileiro… que sabem muito bem onde dói o calo… onde se calçam as sandálias do Mestre Expedito de Nova Olinda, sábia família que calçou até Lampião! E tem os políticos, os políticos… o que falar deles, produtos forjados da lama de nossas próprias incapacidades! A-político que fomos… Mas dona Esperança estará sempre por aí, como os carcarás, a sobrevoar os nossos pensamentos! E morcegos também, estarão sempre por aí, a rodear nossos sonhos…

logo_patrocinio_ODUELO

primeiro ensaio aberto no assentamento mucuim – processo de montagem O DUELO

logo_mundana_preta

primeiro ensaio aberto no assentamento mucuim

ESTÉTICA DO MOVIMENTO CRIADOR

nós do núcleo de pesquisa audio visual tecno rupestre enxofre pra vida toda

fazendo uma ressalva e uma salva de alegria para nossa querida produtora BIA FONSECA que não teve o nome colocado na ficha técnica mas aqui recebe todo nosso parabéns por estar construindo junto com o elenco e diretores a produção das loucuras da criação

nós do núcleo não fazemos ressalvas de individuos mas Bia é uma produtora do coletivo e merece o reconhecimento coletivamente!!!!

MERDA!!!!!!!!!

logo_patrocinio_ODUELO

VOZ DO CORO – pascoal e laninha

logo_mundana_preta

hoje 14 de junho de 2013

dia do segundo ensaio aberto de O DUELO em arneiroz as 19hrs

a companhia paulista no sertão cearense ensaia O DUELO,

enquanto O DUELO acontece em são paulo, rio de janeiro,

mundo…

num momento entendemos que a peça é sobre a violência, intolerância mesmo, depois re-entendemos (no coletivo) que a peça é sobre o poder da natureza diante da vida do homem

seus ideais, conceitos, religiões, amor ódio… E na verdade ela é tudo isso quando de longe vemos a cidade de são paulo ferver…

mais um novo entendimento vem a tona

e está contido na fala do pascoal no primeiro ensaio aberto ao público no mucuim

uma semana antes das manifestações em são paulo e rio de janeiro ele fala da importancia do teatro como um lugar onde buscamos um denominador comum… melhor escutar ele falando!

estamos voando longe da cidade mas com olhar de águia carcará amiga de zaratustra!

aqui chove desde a madrugada

último dia de estadia nessa cidade, amanhã de manhã os marujos partem para lavras da mangabeira, quatro horas de viagem daqui de arneiroz

até lá vamos mostrar pra vocês um pouco do que aconteceu em arneiroz

abaixo os vídeos onde pascoal fala com o público de arneiroz, e uma conversa com laninha do grupo muc’arte do assentamento mucuim

COMPARTILHEM

e conheçam nossa página no facebook

https://www.facebook.com/pages/mundana-companhia/496359753752632?ref=hl

pascoal da conceição fala de sua expectativa de arneiroz

a fala do ator brasileiro corifeu

laninha uma das líderes do grupo de teatro do mucuim onde a mundana fez seu primeiro ensaio aberto!

na sequencia TEM MAIS VINDO AI!!!!!!

– georgette fardel abre os trabalhos em arneiroz no primeiro ensaio público

– preparação do primeiro ensaio aberto em arneiroz

– procissão de santo antonio, ceará, arneiroz (étude diákono)

– aury porto responde a pergunta de robson cavalcante sobre a adaptação de O DUELO

– manifesta do núcleo tecno rupestre (enxofre)

logo_patrocinio_ODUELO

início da viagem do processo de montagem – CHAMADA e OFICINA MUSICAL

logo_mundana_preta

ALO BRASIL!!!!! grilo falante do mundo!!!!!

segunda semana em arneiroz

ensaios e a vida daqui

o núcleo de investigação tecno rupestre

começa O DUELO novo processo nas viagens do sertão

duas vertentes de captação

1- a vida da viagem, os teatros que encontramos, falas de corifeus coro do teatro brasileiro, o povo coro brasileiro

2- os quadros da peça, roteiro still estudos com a criação da peça em busca da imagem ícone das cenas para transmissão na serra da capivara

acompanhem as noticias compartilhem

MERDA

chamada para ensaios abertos em arneiroz / carro de som

oficina de música / gui e otávio aprendem música de arneiroz

COMPARTILHEM!

visitem nossa página no facebook

https://www.facebook.com/pages/mundana-companhia/496359753752632?ref=hl

logo_patrocinio_ODUELO

A VOZ DO CORO – pascoal da conceição é tchekhov euclides

04/06/13

de traz pra frente: após um banho de chuveiro frio, porque aqui a noite é plena de calor e pernilongos e muitas estrelas no céu. 
Aury e cia acertaram em cheio em nos trazer para os primeiros trabalhos para essa cidade tão prazeiroza.DCIM100GOPROExiste aqui perto uma praia de rio e pedra e o lugar é chamado de Paraíso. Vamos lá.

Já é madrugada de terça-feira em Arneiroz, que quer dizer “terra arenosa”, terra que segundo me falaram é boa pra se plantar, embora digam que não. Plantamos aqui nosso primeiro ensaio dessa segunda fase em que passamos por todas as cenas de maneira lúdica, improvisando e fazendo ‘etudes’ para agora refazer e fazer o refeito apresentando publicamente uma vez por semana, sexta-feira, depois retomar na semana seguinte, pra deixar a peça pronta para estrear em Fortaleza a capital do ceará. 

IMG_0072Ensaio: Georgette pediu pra que não façamos ela fazer o papel de censora, chata, rainha do breque da alegria, ou que nome for que faça dela bode, porque elatem que puxar a coisa pra ficar pronta, afinal estamos produzindo um espetáculo. Tem razão, estamos criando juntos e juntos padecemos as angústias e ansiedades, principalmente as ansiedades, falo por mim, que me sinto totalmente ansioso, mas o q tiver que ser feito, será. 

Stanislawisky já dizia que não tem método de fazer teatro, bula, manual de instruções: cada peça é uma peça, cada processo é um processo absolutamente novo, é uma flor mas a flor desta primavera, uma flor muito semelhante a tantas flores mas nova e fresca e desconhecida. E assim é.Você pratica, claro, essas coisas de ficar junto, civilidade, camaradagem, colaboração, nada diferente de qualquer outra qualquer atividade da vida, porém, ao fazer teatro não funciona impor qualquer sabedoria pra conduz PRAZER. Zé Celso diz: eu não dirijo atores, dirijo desejos! e seu desejo amante da liberdade.
Hoje foi todo o dia dedicado à primeira cena que ao final do dia mostrou-se, a bem da verdade muito pouco, mas mostrou-se. Amanhã repetiremos e vamos juntar a cena 2.

2 de junho de 2013

DCIM100GOPROestamos chegando em Arneiroz, uma cidade do interior do Ceará onde vamos dar início à segunda faze dos ensaios de O DUELO. A viagem passou por uma atribulação porque o avião não pode pousar em Fortaleza: um avião da FAB estava quebrado na pista e os militares não queriam que ninguém se metesse porque o avião era deles e todos iam ter que esperar eles arrumarem as coisas, tipo achar um guindaste grande o suficiente para puxar um avião e descarregar o bruto, etc (e a subida e descida de avião bloqueada por essas coisas de militares e soberba). 
Já vejo à distancia umas montanhas, uma serra que circunda a região, Serra do Boqueirão, e como sempre há muita cerca, muita cerca, a terra mais vazia solitária tem uma cerca avisando: tem dono! Quem será? Em Canudos, na Bahia me diziam que os donos viviam no sul… 
Cacimbas pra guardar água pela estrada e muitos muitos esqueletos de boi. 
Joelho doendo um pouco. Nesse momento estou dentro do ônibus.

DCIM100GOPRO

logo_patrocinio_ODUELO

Ensaios abertos

A trupe de O Duelo vai realizar seis ensaios abertos ao público no sertão do Ceará. Serão os únicos ensaios abertos do espetáculo, é gratuito e estão todos convidados!Convite_ensaios abertos

ARNEIROZ

dia 07 de junho no Assentamento Mucuin

dia 14 de junho no Salão Paroquial

LAVRAS DA MANGABEIRA

dias 21 e 28 de junho

na Chácara Nunes

IRACEMA

dias 05 e 12 de julho

no Iracema Atlético Clube

SEMPRE SEXTA-FEIRA, 19:00 HORAS

logo_patrocinio_ODUELO