JANTAR

Image

JANTAR

Estes dois foram nossos anfitriões na noite de ontem, 29/08 Antonio Pitanga e Benedita Silva nos convidaram pra jantar. Foi salada, carne assada e um bacalhau com batatas e suco de maracujá. No apartamento quem estava no fogão, fritando umas batatinhas e fez toda nossa comida junto com uma ajudante foi a própria Benedita.
O pudim de leite moça de sobremesa não resistiu a nossa voracidade e não deixou pista nenhuma de sua existência pois foi devorado completamente. Só não tinha mais por culpa do Pitanga que disse pra Benedita não fazer muito porque o pessoal de teatro não ia comer tanto doce.
Ficou, porém, o convite para uma feijoada na casa deles no rio de janeiro ano que vem.
No final fizemos uma foto, aquelas de todo mundo junto, e a Benedita mandou uma declaração de amor e alegria ao Pitanga, um licor de amor pra fechar a noite, que foi breve, muito breve, durou, se muito l hora e 15 minutos porque já era tarde e a gente tinha espetáculo no dia seguinte etc e tal.
Esta foto eu tirei porque esquecemos eu e o Fredy Állan nosso material pra apresentação na Universidade de Teatro da Dulcina de Morais hoje cedo e ao voltar pra pegar estavam os dois risonhos na porta do elevador com nossa bacia que tem dois cérebros.
Amor e humor…

Pascoal da Conceição

Cáucaso – história e cultura

Image

 

 

Svetlana Ruseishvili, socióloga nascida na região do Cáucaso, nos presenteou com seu conhecimento de história e cultura desse lugar tão especial, de clima sub-tropical, mar quente, altas montanhas e pouco povoado. Essas informações foram extraídas de sua aula.

“Na cidade despovoada e entediante, faz um calor insuportável; já no campo, debaixo de cada arbusto ou pedra, parece que há escorpiões e serpentes; atrás do campo, montanhas e deserto. Pessoas estranhas, natureza estranha, cultura pobre – tudo isso não é tão fácil como passear na avenida Niêvsky, vestido de casaco de pele, de braço dado com Nadejda Fiódorovna, e sonhar com países quentes. Aqui é preciso enfrentar uma luta de vida ou morte […] “ – Laiévski em trecho da novela O Duelo

Sukhishvili Ballet – Cia de Dança Georgiana – A mulher dança doce como o cisne e o homem é a águia.

Djiguitovka – arte de dominar o cavalo. “Djiguit” do turco – cavaleiro valente. Arte conhecida ainda pelos romanos, que inspirou apresentações de circo de hoje.

Desde o século XVI I I o Cáucaso inspira escritores russos (muitos deles foram lá para o exílio ou se tratar nas estações de águas caucasianas): Aleksandr Púshkin “O prisoneiro do Cáucaso” (1820), Leon Tolstoi (1870), Mikhail Lermontov:“ o demônio” (1829-1841)”

As vestimentas:Screen Shot 2013-05-14 at 11.57.59Obras de Niko Pirosmani – artista caucasianoScreen Shot 2013-05-14 at 12.07.50

logo_patrocinio_ODUELO